"Todos os devaneios que me vão na cabeça, que me foram da cabeça e que me hão-de vir até à cabeça. Todas as mentiras e verdades que me foram impostas, todas as torturas que eu vi. Todos os momentos; um principio de vida, o meu desnascer."
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007
A MIUDA INGLESA E OS BEEFS
 
Há momentos que devemos publicar o que não é nosso, uma espécie de homenagem a um verdadeiro “bacano e corajoso”, primeiro porque o texto tem realmente piada e o segundo porque a nossa sociedade mantém aquela queda para o social provincianismo aplicando a máxima que tudo o que é estrangeiro é que é bom. Obrigado ao meu amigo Paulo por este espectacular Email.
 
 

Escrito pelo meu amigo Zé! (amigo do Paulo)

"Tenho-me mantido calado em relação ao desaparecimento ou rapto da menina inglesa, porque acho que há gente a mais a dizer alarvidades sobre o assunto. Tenho-me abstido de manifestar a minha repugnância pelo procedimento asqueroso da imprensa inglesa em relação à actuação da polícia portuguesa, porque acho que vozes de burro não chegam ao céu. Tenho optado por não manifestar o meu desacordo pelas conferências de imprensa que a PJ dá em inglês, num abjecto acto de subserviência em relação a esta classe de gente (e gente não é, certamente, que gente não procede assim), porque reconheço que do alto da sua arrogância, apenas têm contribuído para revelar ao Mundo a mentalidade de merda que existe por dentro daquelas cabecinhas loiras. Agora o que não vou engolir é que um filho de puta inglês, que se diz ser o arquitecto da casa onde mora o principal suspeito, que reside em Portugal há cerca de trinta anos e não fala uma palavra de português, tenha o descaramento de criticar a GNR porque, segundo afirma o cretino, tentou dar informações pelo telefone e foi atendido por um agente que não falava inglês. Pior ainda, disse a besta com todo o ar de desdém que lhe coube naquelas fuças de porco inglês, foi quando, algumas horas depois voltou a telefonar e quem o atendeu sabia apenas algumas palavras da língua de sua majestade, a rainha da casa da maior pouca vergonha a que o Mundo assistiu nos últimos anos. Estes ingleses não se mancam, mesmo. Estes ingleses merdosos, que já no tempo da guerra afirmavam que a Europa estava completamente isolada pelo nevoeiro, estes ilhéus provincianos que em pleno século XXI continuam a conduzir fora de mão e a alimentar uma realeza de putaria, estes negreiros sem vergonha que espalharam e deixaram escravatura e racismo pelos quatro cantos do Mundo, estes arruaceiros de merda que espalham o terror pelos campos de futebol da Europa, têm o topete de viver trinta anos num país que lhes oferece um sol radioso, como eles nunca imaginaram existir, sem se darem ao trabalho de aprender uma palavra da nossa língua, ainda têm tempo de antena num canal de televisão nacional para falarem mal de nós? Mas afinal que trampa de república de bananas é esta, que beija a mão a quem nunca respeitou um aliado, que parece ter esquecido o célebre mapa cor-de-rosa, com que nos roubaram metade de África, e fica impávida e serena, a ouvir os desabafos destes alarves, sem ao menos um protesto oficial. Por onde é que anda o "gasolineiro" de Boliqueime quando a honra do país necessita ser defendida? Onde é que está o "inginheiro" feito à pressa, sempre tão lesto a acariciar os "tomates" aos amigos trabalhistas? Já não resta nem um pouco do orgulho nacional?

Depois admiram-se que meia dúzia de gatos-pingados, apreciadores de concursos televisivos, reabilitadores de apresentadeiras escorraçadas da política, façam do maior ditador do século vinte, o maior português de sempre.


Ao fundo com a Inglaterra e puta que pariu os ingleses!"



publicado por faustofigueiredo às 00:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 17 de Maio de 2007
SERÁ LOUCURA OU INSANIDADE??!!
 

Bem, o facto de eu não ser uma pessoa assim, do tipo "normal", como as pessoas; ou seja, alguém que segue os parâmetros impostos e julgados pela sociedade, como adequados ao bom andamento do todo social; não me faz perder a noção da minha insanidade total e da criatividade anormal, que todos os seres humanos que se mexem, normalmente, tentam ser, ou seja, meio esquizofrénicos meio anómalos.

Eu explico: não sou o tipo de louco que não sabe que é louco. Sou maluco conscientemente, percebem? Eu percebo quando estou em crise, mas não consigo sair dela, e se consigo, é por alguns instantes, então já me precipito outra vez no caos em que se torna a minha cabeça. Ficar sozinho ou ver o Benfica na TV, dá-me crises. Eu prefiro o movimento, o povo, a aglomeração. Porque, quando fico só, mergulho muito fundo em mim e aí estraga tudo e quando vejo a vermelhada fico com a sensação de vazio. Sem contar na paranóia, no pessimismo, na auto-flagelação emocional a que me submeto sem dó nem piedade. Masoquismo puro.

Ontem tive um surto digno de ser contado aqui, porque não aconteceu nada, e óbvio, hoje nada vai acontecer e isso deixa-me louco.

Eu sou bastante estranho, acho... Tem momentos em que analiso os meus sentimentos e atitudes emocionais com uma sensatez impressionante, que faz as pessoas ficarem boquiabertas com meu discernimento. Só que tudo isso, toda essa conversa sobre controlo e não-sei-mais-o-quê, raramente sai da teoria. Tem algum problema na minha cabeça que acaba sempre estragando tudo. Eu mereço mesmo ser assim...

Sou muito louco por uma festa, mas das boas, sabem ??? Encher a cara de água, falar muita tanga e asneirada, dançar descontraidamente e exaustivamente, curtir um bom som, filosofar sobre tudo e nada!

 Ah, claro, esqueci que este blog é sobre devaneio... Minha dieta vai mais do que bem, minha barriga está a desaparecer aos poucos e não ingiro um um “bom peixinho” nem que me amarrem.

Ok, era isso, óptimo resto de tempo, cuidem-se e fechem essas bocas nervosas e ociosas!!!





publicado por faustofigueiredo às 16:03
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Maio de 2007
Ele há cada um…
 
Deixei de fumar vai fazer um ano e meio, e além de engordar estupidamente, fui dando conta de outros estúpidos que por ai andam, desses tais que não opinam nos blogues mas que fazem o desfavor de opinar no café. Estava descansado a tomar um café e ouço uma voz assim, como hei-de explicar,… meio de bagaço meio de fumador com cancro na garganta e perguntou? - "Você fuma? Não? Então não falo consigo!" - tem razão, cada um é livre de escolher o critério.. Acho que agora vou deixar de falar com pessoas que peçam café cheio com adoçante, Favaios com cerveja, que utilizem frases em francês ou latim para justificarem acções ou que digam "deficil" e "picina", e e numa descoberta mais recente palavras com "tefone".


publicado por faustofigueiredo às 16:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

ESTUPIDOS EMAILS
 
De facto, recebemos muito lixo na caixa de correio electrónico (vulgo Email, mas achei por bem começar por uma expressão assim toda pintas, assim como as pessoas, embora vá voltar rapidamente ao meu nível).

Claro que há lixo e há lixo. Há aquelas correntes estúpidas sem jeito nenhum que te dão três dias para enviar a todos os teus pseudo-amigos senão ficarás anormal para toda a tua vida ou terás tanto azar que nunca mais ganharás o euro-milhões, como se essa porcaria andasse aí a sair a todos; há o mail com as fotos badalhocas da moça que trabalha na loja xpto do centro comercial tal em Setúbal ou mais longe ainda, no Algarve mais propriamente em Portimão. Piada a sério, assim com piada mesmo, é que eles juram que elas trabalham lá. Há o mail com piadas à malucos do riso ou à Batanete, ainda há aqueles e aquelas que mandam frases filosóficas como que a achar que a nossa vida se resolve porque os amigos são aqueles que te ouvem e dão a cara por ti, etc. E por fim, bem no fim há o email com as matriculas dos novos carros da BT que vão andar na A1. E é precisamente deste tipo de Emails que eu quero falar (prometo voltar às fotos badalhocas noutro post). Qual o objectivo deste tipo de Emails? Eu só vejo um: provar como bom português que somos mais espertos que os outros:"ah ah! tentaram enganar-nos trocando a frota toda dos Subarus, mas já cá temos as matriculas, e agora? quem é que se ri agora? Hem?". Porque de resto, quem é o atrasado mental que dá utilidade a isto? Há alguém que imprima as matriculas e ande com elas tipo post-it no pára-brisas do carro? - "Ora bem, vou aqui a passar por Santarém a 220, que carro é aquele? Deixa lá ver a matricula? Será que é um dos novos carros da BT? Ainda bem que sou inteligente (apesar de conduzir a 220 enquanto tenta ler um papel minúsculo) e imprimi isto. Pensam que me enganam? A mim? Ainda bem que tinha aquele papel para ver que o carro que vinha atrás de mim não era da BT, porque se fosse ia ser complicado..."
E pronto, era isto. Acho estúpido.
 


publicado por faustofigueiredo às 16:03
link do post | comentar | favorito

LEVANTAR DE MANHÃ PARA IR TRABALHAR
 
Homem: salta da cama, corre para o WC, dá uma pancada na porta, diz uma ou duas asneiras daquelas, senta-se na sanita, ruge umas palavras quaisquer, a seguir mete-se na banheira, liga a água, molha-se ainda com a água fria, solta mais umas asneiras, shampoo, gel de banho, água. Acaba o banho. Faz a barba, apenas se já tiver três dias ou se for para uma reunião importante. Desodorizante. Perfume apenas se estiver ao lado do desodorizante. Sai do WC em 7 a 12 minutos. Corre para o quarto. Agarra na primeira roupa que estiver à frente e veste-se em 4 minutos.
Sai de casa em 15 a 20 minutos.

Mulher: salta da cama, vai para o WC em passo apressado. Verifica as olheiras no espelho. Mete-se na banheira. Verifica a temperatura da água. Apenas se molha quando a mesma atinge o valor predefinido. Shampoo, se tiver o cabelo pequeno, água, gel de banho, água, amaciador, água. Muda os recipientes de sítio (“shampoo no lado direito da banheira, gel duche no lado esquerdo não faz o mínimo sentido”). Enxagua o cabelo com uma toalha branca. Seca-se com uma toalha cor-de-rosa. Creme hidratante para a cara. Creme hidratante para as pernas. Creme hidratante para o resto do corpo. Desodorizante. Perfume no pescoço, nos pulsos, atrás dos joelhos. Verifica o peso. Chama nomes estranhos à balança mentirosa. Sai do WC após 45 minutos. Escolhe a roupa. Escolhe a roupa. Escolhe a roupa. Veste-se em 10 minutos. Escolhe os brincos, pulseiras e anéis. Vai à cozinha, prepara o pequeno-almoço. Se estiver o dia bonito, estende a roupa. Toma o pequeno-almoço, dá um jeitinho à cozinha, endireita o relógio de parede, separa o lixo para reciclagem tudo isto num tempo recorde de 25 minutos (porque está atrasada). Sai de casa em 70 minutos.
Conclusão: Homem e Mulher, perante a situação de ter de ir trabalhar de manhã, abdicam de coisas que para eles sejam secundárias de forma a reduzir o tempo.
A diferença é que para a Mulher tudo parece importante.
E isto porquê?
Porque, como eu costumo dizer, “se um gajo chega atrasado é irresponsável. Uma gaja chega atrasada é normal!”
Eu costumo dizer que uma gaja que não se atrasa é um gajo…
 
 


publicado por faustofigueiredo às 15:40
link do post | comentar | favorito

PRIMEIRAS REGRAS DOS BLOGUES
- Primeira regra da blogomania: É melhor não se escrever sobre assuntos que irão atrair adultos com uma idade mental de dez anos ou inferior. Por exemplo, se escreveres um post a gozar com o wrestling e com o campeão daquelas palhaçadas, um tal de John Cena, inevitavelmente atrairás dezenas de fãs vindos do Google ou do Yahoo, desejosos de te dar um enxerto de pancada, transformando a zona de comentários em ringues e as palavras em pedras e garrafas para lançar. Evita este tipo de posts.
 - Segunda regra da blogomania: ignora a regra anterior e caga neles. Nunca permitas que pessoas com uma idade mental de dez anos influenciem o conteúdo do teu blogue.


publicado por faustofigueiredo às 15:39
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 7 de Maio de 2007
PROFUNDO

Não sou poeta, nem escritor. Sou um alfaiate de província que, sem freguesia, teima em coser e em resistir com as suas linhas à tirania arrogante e insolente da Alta Costura do pensamento.



publicado por faustofigueiredo às 16:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

DEVANEIO DO DIA

Ainda ninguém me explicou a história do túnel a pé, nem a do Mantorras não ser coxo e muito menos a do Engenheiro da UNI, e já outra duvida me surgiu. Haverá alguém que me explique porque é que o Marques Mendes estava tão feliz pela vitória do bronco da Madeira?



publicado por faustofigueiredo às 16:07
link do post | comentar | favorito

ALBERTO J. JARDIM, O IMPERADOR DA MADEIRA
Mais uma eleições e já está, Alberto João Jardim, outra vez o Imperador da Madeira!
Não me cabe a mim criticar este homem, pois apesar do seu estilo muito próprio, não tenho informações que me permitam julgar o gajo, embora me ria bastante com algumas coisas que já vi dele; o que sei são os seguintes factos:
- Estudou Direito na minha Coimbra, onde esteve 10 anos para tirar o curso e acabou-o com uma média muito baixa; mas pelo menos tem um curso, que tirou legitimamente e nada me diz que não possa saber tanto de Direito como um qualquer com média 19.
- Em Coimbra vivia numa “República” que tinha uma “vaca” na varanda, ou seja, uma pipa de 550 litros de vinho coberta por uma pele de vaca onde os estudantes iam frequentemente mamar na tetinha.
- Ganhou sempre as eleições na Madeira e sempre com Maioria Absoluta.
- As pessoas que conheço que estão a dar aulas na Madeira adoram aquilo e dizem que está "muito à frente" em relação cá ao Continente.
- Por alturas da nossa espécie de revolução, a dos cravos, a Madeira era só a Região mais pobre de Portugal, hoje é a 2ª mais rica, só sendo batida pela centralizada região de Lisboa.
- Quando o espécie de engenheiro foi para o Governo em 2005, Portugal era o mais pobre da Europa dos 15, hoje em 2007 na Europa dos 25, já fomos ultrapassados por mais 4 países, estamos agora em 19º e brevemente a Polónia e a Hungria passam por nós como se estivéssemos parados (parados já nós estamos). Não sei se até 2009, o engenheiro UNI, nos conseguirá atirar para o 23º posto, pois só mesmo a Roménia e a Bulgária é que ainda estão muito longe de Portugal, mas se voltar a concorrer e ganhar em 2009, em 2013 seremos seguramente o 25º! Enfim orgulho, os primeiros… do fim.
Alberto João Jardim adora prestar declarações à Imprensa. A Imprensa adora registar a comédia sempre implícita no seu discurso. Divertimo-nos com os disparates, com a exibição descarada da tirania do barão. Divertimo-nos com Alberto João Jardim como, antigamente, nas terras pequenas, se divertiam com o maluco da vila. O maluco já era maluco, o da Madeira ganhou esse estatuto. Ele é o maior lá, no sítio das bananas! Não tem meias medidas, diz e faz o que bem quer e entende. Um ‘diplomata’ dos tempos modernos, longe daquele, chato, conceito tradicional desta categoria, que exibe o seu lado mais vulgar e rude por onde quer que passa. Utilizando uma linguagem banal, demasiadamente ‘arruaceira’ para um político com a sua posição. É vê-lo gritar, beber copos em amena cavaqueira, e até desfilar no Carnaval. Já repararam bem no carisma do homem na Madeira? E na forma ‘corriqueira’ e ‘bairrista’ que tão bem caracteriza os seus empolgantes discursos? Há quem diga que Alberto João tem a síndrome do exibicionismo, e não perde uma deixa para mandar umas ‘bacoradas’ lá da Ilha para os de Lisboa, assim em jeito de Pedro Abrunhosa “Hei, eu estou aqui!”. Este senhor é somente a figura mais importante da Madeira e não há quem de lá o consiga tirar, ou sequer causar-lhe medo. Desde que ganhou as primeiras eleições após o 25 de Abril de 1974. “A Madeira, agora, é nossa!” - Disse recentemente Jardim, mas cá para mim o que ele queria dizer é que “A Madeira, agora, é minha!”, embora isto seja apenas uma interpretação minha e como a língua portuguesa nem sempre é muito clara... Todavia, este homem tem defendido e zelado pelos interesses da Madeira como ninguém certamente o faria. Fá-lo com garra, determinação, embora alguns prefiram chamar-lhe autoritarismo ou Salazarismo, e não se cansou de dizer, pelo menos nas últimas eleições, que “Eu sou a mão do vosso pensamento!”. Agora que ganhou, o Alberto pretende isolar a Madeira, construir um arquipélago com leis próprias, uma constituição personalizada para os madeirenses, criando aquilo a que apelidou de ‘Federação Portuguesa’. Este homem fala de democracia e luta contra os ‘fascistas madeirenses’, os socialistas do arquipélago, mas esquece-se da corrupção, da pedofilia, etc., que por ali abunda e da pobreza que, quer ele queira quer não, continua a existir. Quando chega ao Continente o seu partido faz-lhe uma vénia. Por isso, o “Rei das Bananas”, como carinhosamente lhe chamo (afinal nós cá também temos bom humor), referiu numa certa entrevista: “Eu não tenho ambições junto daquela gente, onde seria infeliz”. Dá vontade de perguntar “Então o que é que vem cá fazer? Chatear o Engenheiro?”, mas como sou educado, opto pela indiferença. Sim, porque caso não tenha percebido “aquela gente” sou eu, você e mais uma quantidade infindável de portugueses! Tanto exibicionismo não é nada positivo, e nessa situação o povo pode virar-se e passar a considerá-lo persona non grata. Lá se acabam as jantaradas, os copinhos de whisky, os desfiles de Carnaval, os insultos à Dr. Jardim, e toda a vulgaridade que rodeia o governante da Madeira. As bananas ficavam lá, mas o Rei é que deixava o trono. Já agora, iria ele para perto da gente que o faz infeliz, sentar-se no Parlamento e ser mais um deputado? Uma questão, por agora, sem resposta, mas que o meio-engenheiro deve estar a rezar para que não se concretize.
 


publicado por faustofigueiredo às 16:04
link do post | comentar | favorito

o que voçês queriam saber sobre mim
procure aqui
 
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

MEU NOVO BRINQUEDO DO BRA...

XAU

O NOVO BRINQUEDO DO FAUST...

FAUSTO DEIXOU DE SER MILI...

Composição do João

NÃO SOU CANDIDATO A LIDER...

O festival da canção e aq...

O futuro foi feito no ant...

Algo sobre as passitas de...

Fumex

Gilberto Vicente - um esg...

CESARIANA = GAY - Teorias

Resposta estupidas para p...

Informático-dependente

Uma gaivota de Abril, uma...

Velharias

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds