"Todos os devaneios que me vão na cabeça, que me foram da cabeça e que me hão-de vir até à cabeça. Todas as mentiras e verdades que me foram impostas, todas as torturas que eu vi. Todos os momentos; um principio de vida, o meu desnascer."
Segunda-feira, 30 de Julho de 2007
ACHO QUE ISTO ESTÁ PODRE
 
Portugal continua a caminho de ser um país tipo “solo único” de uma maneira quase irrepreensível, diria mesmo de uma forma exemplar. Não aquelas sequelas literárias, que um dia um qualquer livro de história há-de contar, do género de que o 1º ministro diz que é engenheiro e afinal é “inginheiro”.
Vem agora o velhinho Saramago, homem de culto para uns, parvo para outros e ainda comunista para um pequeno núcleo de população, dizer que o ideal era mesmo nós sermos uma província espanhola. Que rica ideia. Assim seria imperceptível quando lhe chamassem escritor, velho anormal e ainda se quisesse falar mal da mãe diríamos “puta madre”, enfim, um rol de coisas bonitas que poderia estar para aqui a escrever. Como se não bastasse, aparece agora um outro com a mania que nem é português nem espanhol, diz que é da Madeira. Esse espectacular e enorme país tropical com 30 km de comprimento e banhado por uma extensa área de oceano, pregar que os abortos são os do continente. Já estamos habituados às lérias desse senhor, mas quiçá um dia não lhe daremos razão?! O gajo é louco. E os outros são o quê? Grupos de intelectuais a que foi dado o poder de resolver o que quer que seja. Culpado disso? Esse 24 de coiso, recuso-me a dizer essa data vergonhosa. Não pelo significado que ela transmite, mas pela forma como alguns abusam dela. Podíamos, inclusive, arranjar nova data, para mandar alguns anormais para o Brasil e arranjar em vez de cravos, rosas. Sim rosas, ao menos essas crescem em todos os jardins porque para negócio chega a dos gajos das estufas de cravos e cravinhos que lá naquela data fazem montes de euros e aquele negócio vergonhoso que é o já chamado “Às portas de Fátima”. Assim, nem o bufo da educação nem a estúpida do centro de saúde estavam a gozar o seu momento de fama. Pensando bem, para o Brasil foi para onde mandaram os outros, estes o melhor era irem para a Guiné, pelo menos lá, há sempre quem lhes enfie um tiro no meio daquela cabecita.
Já agora, alguém sabe o porquê de se poder fazer abortos pagos pelos nossos impostos? E alguém sabe, quantos e onde estão, os objectores de consciência? Há algum? E haverá alguém que sabe porque é que o outro acha que a sul de Lisboa é um deserto? Poderão saber explicar-me, porque é que a outra dizia que só se podia falar mal do governo em casa? E porque será que os Rittos, os Bibis e os Carlinhos Cruz ainda não foram condenados? Será que o BCP vai desta para melhor? E porque é que a PT não foi para as mãos da SONAE e o SL Benfica para as do Berardo? E o gajo do túnel do Marquês, vai fazer o quê agora? Braga-Parques? Será que Trás-os-Montes ganha alguma coisa com isso? Maria José Morgado? Só no sul é que há empreiteiros e no norte dirigentes desportivos? El Solitário, é de rir. O que interessa ao povo ir lá para o tribunal da Figueira da Foz, chamar assassino ao homem que só soubemos que existia depois de ele ter sido preso e ter sido falado nos telejornais. Mas que raio de fenómeno foi aquele?
É muito mais importante e preocupante, o desaparecimento da miúda inglesa, da outra que os jornais e televisões achavam que tinha sido comida pelos porcos, sem falar daqueles que desapareceram à 7, 10 e/ou mais anos. Não será também mais importante resolver o problema do mendigo que vai ao caixote do lixo buscar qualquer coisa para comer? O parar com o espectáculo deprimente que é o daqueles que têm um BMW topo de gama e comem no mesmo caixote do lixo do mendigo? E a quantidade de corrupção.
Este país tinha tudo para ser o céu, mas está podre. Tapam-nos os olhos com hipermercados e superfícies comerciais. Compramos submarinos e jogadores de futebol. Das contas todas sobra o resultado final, podre. O país está muito podre.
 
Eu, para aqui sentado a escrever e a não fazer nada. Também, a preocupação geral vai para o resultado das eleições de Lisboa, ou se o Paulinho Portas fica ou pira-se de vez, ou ainda, se o meia-leca vai passear e se o bem feitor de Gaia vai em frente. Há também os interessados naquele militar que comprou a filha a uma que tinha um gajo que achou que o militar a tinha roubado e que o pôs em tribunal, mas que a mãe brasileira era a favor do militar e o verdadeiro pai não podia ver a filha e depois vai de então, o militar foi preso e depois libertado e que entretanto também pôs o outro verdadeiro pai em tribunal porque este lhe chamou nomes e a mãe antiga foi testemunha disso, e foi então que tribunal não condenou ninguém e entregou a filha ao tipo que não é pai e é militar e o pai ficou a ver navios e se quiser ver a filha tem de ser de 15 em 15 dias porque o tribunal assim decretou… uffff
Está podre, definitivamente
 


publicado por faustofigueiredo às 17:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

PERGUNTAS SIMPLES PARA RESPOSTAS SIMPLEX
 Depois de uma relaxada e demorada ausência, achei por bem voltar á vida artística, que é a escrita bloguística. Na verdade o vicio ainda se mantém por cá e o único motivo que me impedia de continuar a escrever, meus amigos, era porque simplesmente não me apetecia. É verdade, não me apetecia, não me apetecia mesmo! É que para além de estar ocupado a estruturar um livro, que com uma pequena dose de sorte, será comprado por um número total de três pessoas (inclui família), tenho vindo a esforçar-me para me tornar um pouco mais sociável, funcionar, ou tentar funcionar, assim como as pessoas, percebem?
Ultimamente tudo tem corrido bem. As pessoas até já sabem o meu nome, mas também não posso esperar que aconteça tudo de uma vez. Graças a Deus, sou por natureza um tipo assim meio louco, meio gente... bem... tendo em conta que já estou farto de escrever estas porcarias e lamechas, sigo então para o que chamo de perguntas simples à espera de respostas simplex! Ou seja, duvidas adolescentes de um adulto tipo criança fazendo perguntas da treta.
 
Perguntas:
 
 - Alguma vez chegou a ser dada uma justificação oficial, cabal e satisfatória para o fim da bebida fantástica que era o pirolito?
 
 - Se 50% dos portugueses são gordos, 43% sofrem de hipertensão arterial e 7% apresentam disfunção eréctil, o que anda o meu médico a esconder-me?
 
 - Aquelas pessoas que dizem que o casamento é só um papel têm medo de se casar ou de se divorciar?
 
 - Se não devemos limpar os ouvidos com cotonetes, então para que serve aquilo?
 
 - Os homossexuais também têm prisão de ventre?
 
 - Os carrinhos de supermercado têm as todos as rodas estragados ou só aqueles que me calham a mim?
 
 - Se, por um motivo qualquer, eu tiver um dia que escolher entre dar um tiro na cabeça ou passar uma tarde com a Júlia Pinheiro, que tipo de balas devo usar?
 
 - Notam alguma diferença quando põem os auriculares left e right nos ouvidos errados?
 
 - Em Plutão o frio também é psicológico?
 
 - É normal eu dizer tantos palavrões sempre que tenho que passar pelo processo traumático que consiste em fechar o guarda-chuva, abrir a porta do carro, atirar o guarda-chuva para o banco de trás e entrar lá para dentro encharcado dos pés à cabeça?
 
 - E um jardim sem flores é como o quê?
 
 - Aquelas pessoas que insistem em corrigir-me cada vez que digo yoga em vez de yôga, devo mandá-las à merdinha ou à mêrdinha?
 
 - Mais ou menos a partir de que dia é que podemos parar de desejar um Bom Ano ou pedir os reis?
 
 - Depois dos galheteiros nos restaurantes, não podiam proibir também as expressões "Só tu para me fazeres rir agora" e "se não existisses tinhas que ser inventado"?
 
 - É possível ficar impávido sem estar sereno?
 
 - Nos acidentes espaciais nunca há feridos com gravidade?
 
 - Depois de "Olha, há ali um lugar!" vem sempre "Ah, não... É garagem..."?
 
 - Se eu estiver numa caixa de um hipermercado só com um cliente à frente, quanto tempo demorará até que a funcionária pegue no telefone para saber o preço de um artigo?
 
 - Fechar os vidros do carro quando estou parado num semáforo cheio de romenos a pedinchar, será xenofobia?
 
 - Haverá alegria maior do que encontrar dinheiro em roupa que não usávamos há três ou quatro meses?
 
 - Não sentem que falta qualquer coisa quando apanham um elevador que não tem espelho ao fundo?
 
 - A partir de que idade é que "uma bomba em cima e matá-los a todos" passa a ser a solução para todos os males do mundo?
 
 - Já algum vendedor da ABRAÇO se terá deixado enganar pela comum encenação pateta e deprimente do "gostava imenso... mas não tenho dinheiro nenhum aqui"?
 
 - O facto de eu já não me importar que me tragam Pepsi em vez de Coca-Cola é sinal que estou mais maduro ou que estou a ficar velho?
 
 - Aquelas revistas que estão nas salas de espera dos consultórios alguma vez estiveram actualizadas ou já foram lá postas seis meses após a sua publicação?
 
 - Os ambidestros conseguem escrever dois textos ao mesmo tempo?
 
 - Será que algum dia eu serei capaz de falar ao telemóvel sem estar sempre a andar de um lado para o outro e a gesticular?
 
 - Da próxima vez que eu estiver a falar com uma pessoa que tem estrabismo, como é que eu faço para não estar sempre a olhar para o olho errado?
 
 - Já alguma vez se dirigiram "ao Multibanco mais próximo"?
 
 - Afinal para que passei eu dias preciosos da minha infância a decorar que o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos?
 
 - Porque é que ao fim destes anos todos, e com tantos títulos ganhos, as pessoas ainda ficam admiradas por um Coimbrinha como eu ser adepto ferrenho do Porto?
 
 - Em que momento da minha vida eu terei falhado para ouvir constantemente falar em tributações, mercados de capitais, swaps, offshores, mais-valias, spreads, outsourcings ou private bankings, e não fazer a mais pequena ideia do que as pessoas estão a dizer?
 
 - Fui eu que sonhei ou a SIC voltou a dar, pela ducentésima vigésima vez, e um a seguir ao outro, os filmes "Academia de Policia" e "Do cabaré para o convento"?
 
 - Quando me dizem "és mesmo Gémeos", estão a acusar-me exactamente do quê?
 
 - Visto agora, o filme "Os deuses devem estar loucos" já não tem assim tanta piada, pois não?
 
 - Ainda temos camada de ozono que chegue para este Verão?
 
 - Também se diz "ninfomaníaco" ou o masculino de "ninfomaníaca" é "tarado"?
 
 - A Quercus só tem um funcionário ou aquele senhor gordo, de óculos e meio careca é o único que gosta de aparecer na TV?
 
 - Qual é a razão teológica para que a Preguiça seja considerada um dos Sete Pecados Capitais?
 
 - Ao terminar cada jogo que seja uma final, temos sempre que gramar com o já enfastiado "We are the Champions"?
 
 - A Ágata sempre chegou a ficar sem as jóias, o carro e a casa?
 
 - Se amamos uma pessoa mas estamos secretamente apaixonados por outra, qual delas estamos a enganar?
 
 - Não deveria ser eu a decidir se a anedota, a imagem ou a apresentação PowerPoint que fazem chegar ao meu e-mail é "genial!", "a melhor de sempre!", "esta é fantástica!", "lindo! (com som)", "imperdível!" ou "um espectáculo!"?
 
 - Se eu não tivesse dedos mindinhos nos pés continuaria a bater nas esquinas dos móveis e das cadeiras?
 
 - Num estabelecimento sem casas de banho para crianças, qual das disponíveis - Homem e Senhora - deve ser utilizada por um pai com uma filha aflita para fazer chichi?
 
 - A idade mental de um adulto é inversamente proporcional à quantidade de vezes que ele chapinha com os pés, à beira-mar, para molhar uma pessoa, e se diverte com a brincadeira?
 
- Um homossexual conservador faz questão de ir virgem para o casamento?
 
 - Se as lésbicas gostam de mulheres porque é que desejam sempre as que se parecem mais com homens?
 
 - Quando gastamos o subsídio de férias todo numa semana é sinal que aproveitámos bem os dias ou que devemos mudar de emprego?
 
 - Em caso de ameaça de bomba no Jardim Zoológico, para onde são evacuados os animais?
 
 - Como é que se coxeia quando ambas as pernas doem?
 
 - “Bissexto” é um ano que dá para os dois lados?
 
 - De acordo com um cardiologista, por cada cigarro que se fuma perde-se onze minutos de vida. Não será obvio os fumadores passarem a fumar mais depressa?
 
 - Porque é que a generalidade das mulheres acha que tem um rabo demasiado grande, mas quando se aborrece com outras mulheres, estas têm sempre o defeito de terem um rabo escanzelado?
 
 - Em alturas que o coentro pode ser macho?
 
 - E que história é essa que o Kiwis machos precisam de duas fêmeas?
 
Depois destas perguntas, torna-se realmente necessário reflectirmos…

sinto-me: ya jo, já era

publicado por faustofigueiredo às 13:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 24 de Julho de 2007
DIZ QUE É UMA ESPÉCIE DE ESCRITOR
Cada vez que aqui venho esqueço-me sempre do que vinha para aqui fazer e/ou escrever... Ultimamente não tem havido muitos coisas interessantes para escrever. Sou sempre obrigado a divagar sobre as minhas cócegas nas partes mais intimas e isso normalmente cria um certo sentimento de repulsa, nojo e mesmo de desconfiança dos outros para comigo. Como devem calcular, o meu sonho sempre foi ser escritor, quer dizer, sempre, a partir do momento em que me lembrei disso. É uma ideia estupidamente estúpida, tal como muitas outras que em Portugal proliferam, em que o único trabalho que à nascença temos garantido é o de arrumador de carros, desde que não seja no Porto do Rui Rio.
Em Portugal arrumador de carros, é carreira de sucesso garantida. Os euros que se podem obter com essa actividade é muitas vezes superior ao ordenado mínimo e há ainda a vantagem de não se ter de aturar patrões bonacheirões, a gabarem-se das suas amantes, nem realizar um esforço por aí além.
Admira-me que não haja um curso superior de Marketing e Arte na arrumação dos carros, quando existem tantos cursos desnecessários no país. Aqueles movimentos gestuais, o jornal “A Bola” na mão, ora torcer para a direita ora destorcer para a esquerda, necessitavam de ser ensinados, é uma enorme falta de respeito para com uma actividade tão nobre e limpa. Com a confusão nos poucos estacionamentos que existem não podemos dar-nos ao luxo de dispensarmos estes serviços.
Queria fazer esta proposta à Universidade Independente, que tem sido tão clara e tão fantástica a formar trolhas e primeiros-ministros e por vezes até os dois ao mesmo tempo, que comece a leccionar esse apetecido curso. Mas por favor, não leiam aqui um tom de desprezo no meu texto, não tenho nada contra os trolhas, tenho tudo a favor dos trolhas, e reparem que digo trolhas. O que não gosto mesmo é de primeiros-ministros e clubes rosinhas. Os primeiros-ministros rosas, não se sabem governar a si mesmos, quanto mais a um país, é só falsas promessas, contradições, estúpidas construções (não de trolhas, mas de Inginheirus).
O nosso país está mal e fedorento a todos os níveis, Portugal está cheio de escritores, cheio de Margaridas Rebelo Pinto e Migueis Sousa Tavares, políticos, gente com tachos, com panelas de cozinha, gente sem ideias, ou só com a ideia fixa, em cabeças provavelmente fixas com rascas colas de madeira. Portugal está cheio de escritores, guionistas, cantores que copiam ideias de outros, programas de televisão e novelas espanholas, brasileiras. Conteúdos zero, iguais a outros, a horas a iguais às outras, noutros canais, nos mesmos canais. O nosso país é como um papel químico daqueles azuis de muita má qualidade. Tirando alguns exemplos nortenhos, tudo o resto é um longo e extenuante deserto, não pensem que é só para baixo de Lisboa. Marrocos é já ali ao pé e ao menos eles têm belos tapetes e o Ala, que para além das bombas que colocam em sua memória também põe as gajas de cu para o ar na hora de se virarem para Meca.
 


publicado por faustofigueiredo às 17:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Dou-te 30 euros e tu vens para aqui fazer figura que estás todo entusiasmado
 
Se és Jovem e queres ganhar 30 Euros, corre e vai-te inscrever numa agência dessas que arranja pessoas que não sabem fazer nada e acham que são pessoas na mesma e participa nos castings. O melhor que te pode acontecer é ser escolhido para “figurar” ou seja, fazer figura de parvo, numa qualquer apresentação de uma não menos qualquer iniciativa governamental. A grande duvida é, e há sempre uma grande dúvida, - Como será que isto se põe no curriculum vitae?
Aqui à muito pouco tempo surgiu um cenário na televisão digno de um filme de terror. As criancinhas, obrigadas a permanecer naquela situação no fim diziam assim: - “ Em Julho de 2007, depois de ter participado num casting e ter sido seleccionado, ouvi o Primeiro Ministro numa aula encenada que apresentava uma nova fase do choque tecnológico na educação, este foi o meu primeiro trabalho com a NBP... desta encenação às telenovelas da TVI, em horário nobre, foi um pequeno percurso!»
Agora descobrimos o que eram os 500 mil postos de trabalho há dois anos prometidos... a afirmação pode não ter sido bem rigorosa, mas sabe-se lá os milhares de prestações de serviço que já não foram pagos em apresentações, inaugurações, aparições públicas... Ele prometeu, ele cumpre! Será que as criancinhas também vieram de Cabeceiras ou dali perto?


publicado por faustofigueiredo às 17:35
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Julho de 2007
TELEGRAMA PARA O ALÉM
 
Há ideias muito estúpidas. E há ideias extremamente estúpidas. E depois há ideias que são tão estúpidas que precisavam de um adjectivo novo mas que ainda ninguém conseguiu inventar. Mas estará para breve, de certeza, depois do que vão ler, compreenderão o que quis dizer.
Por exemplo, esta ideia estapafúrdia: nem sei bem como a classificar. Alguém teve a ideia de criar um serviço de telegramas para... o além. É, não me enganei.
O grande problema, é que como o além não tem indicativo telefónico, nacional ou internacional, não dá para ir aos CTT e utilizar os meios normais de envio. E vai daí os autores da ideia pensaram que o melhor era usar mensageiros, como se fazia antes do mundo ser mundo, quando não havia telefones nem Internet, nem nada, apenas castelos e palhotas. A diferença é que os mensageiros do antigamente iam a cavalo e a pé e estes vão... bem, vão de outras formas.
Basicamente a ideia é a seguinte: - Pede-se a um doente terminal, voluntário (muito importante), para memorizar um texto de um telegrama e o destinatário. E quando morrer ele promete que vai tentar por todos os meios que estiverem ao seu alcance para entregar a mensagem a quem de direito. Barato? – perguntam vocês. Claro que não é à borla. Custa 5 eurozinhos por palavra. Provavelmente isto irá se enquadrar na definição de "chamada de longa distância (bastante)" os quais são entregues a uma instituição de solidariedade ou aos familiares do voluntário mensageiro, que só pode ser maluquinho, sem duvida alguma. A empresa não lucra nada com isso (que é o eles dizem). E, obviamente, como não é possível verificar se o telegrama é entregue, o cliente paga pela tentativa de entrega. Só assim fará algum sentido.
E agora vem a última ideia estúpida: para obterem lucro, já que não conseguem com a sua nova e revolucionária rede de telecomunicações, lembraram-se de fazer um cemitério virtual, um conceito que é ainda mais estúpido que o de mandar telegramas para o além e que por 500 eurinhos pode ter o seu espaço virtual de descanso eterno... Ok, pois, deve ser.
Mas de qualquer maneira, fiquei bastante impressionado. Acho que vou mandar um telegrama para o nosso rei, D. Afonso Henriques, a perguntar se era isto que ele tinha na cabeça quando decidiu armar-se em rei independente e andar a dar umas porradas à mãe (será violência doméstica) e uns pontapés nos espanhóis (isso não é de certeza violência doméstica).


publicado por faustofigueiredo às 23:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

E SE O ROSINHA PASSAR A SER UMA DAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO?
 
Estou simplesmente maravilhado. Anda por aí pessoal a votar nas 7 maravilhas de Portugal. Então resolvi dar uma olhada para ver quais são as coisos em que se vota e que a televisão da Manuela, ou do marido, é irrelevante, tanto apregoa.
 
Se fosse eu a mandar e se tivesse feito parte do júri (do júri do tacho) as 7 maravilhas de Portugal seriam, sem qualquer tipo de dúvida:

1. A entrada dos parques de estacionamento dos El Corte Inglês. Aquela maravilha da técnica e da engenharia, que nos põem a dar três voltas e que me faz sempre lembrar uma viagem de barco às Berlengas, pelo menos o enjoo é igual.

2. A placa que diz "A1 Norte" à entrada do Carregado, aquele momento maravilhoso, qual clímax, que me diz que estou quase, quase a deixar Lisboa para trás.
 
3. A Super Bock sem álcool com sabor a pêssego, porque se o gajo diz que é perfeita, então só pode ser mesmo, e segundo se diz, o Portas também bebe disso.
 
4. A secção de classificados do jornal 24 horas (onde se lêem coisas como "muito meiga, boca marota, faço tudo, foto real" e outras pérolas e maravilhas literárias).
 
5. O cimento a "proteger" as paredes do forte de Sagres, que impede que os grafitis e os políticos, estraguem o património nacional.

6. O equipamento rosinha do S.L.Benfica. E que bem que fica na estatua lá do estádio… A grande Pantera “cor-de-rosa”

7. O edifício da Junta de freguesia de Carrazedo de Montenegro. Os gajos estão mesmo bem instalados. Deve ser por isso que nada aparece feito, eles nem sequer querem sair de lá das imediações.
 
P.S. do Fausto: eu sei que o título não tem nada a ver com o resto, mas se não fosse assim não liam o post de certeza.


publicado por faustofigueiredo às 23:23
link do post | comentar | favorito

O MEU RAMSÉS É FANTÁSTICO
O Ramsés é o meu gato, o meu fantástico gato. Ele é lindo, meiguinho e cada vez que olho para ele dá vontade de o trincar. Não sei se será do nome, mas ele é especial. As suas atitudes não são propriamente de gato. Por exemplo, Ramsés, o meu gato, não faz bolas de pêlo, ele redecora o chão. Ramsés não parte coisas, ele ajuda a gravidade a fazer seu trabalho. Ramsés não tem medo de cães, eles apenas os utiliza para treinar corridas de curta distância. Ramsés não rosna, ele come com vivacidade. Ramsés não arranha, ele abre orifícios para ventilação. Ramsés não uiva, ele canta animadamente. Ramsés não é um glutão, ele aprecia a proximidade da comida. Ramsés não desarruma a cama, ele aprecia o colchão. Ramsés não é tagarela, ele me aconselha sobre o que fazer em seguida. Ramsés não é viciado em colo, ele é selectivo com sua cama e o espaço do descanso. Ele também não gosta nada de andar por cima do teclado, apenas tenta civilizar-se. Ramsés, lembram-se, o meu gato, não é mau, os outros é que o acusam. Ramsés não é gordo, ele tem robustez acentuada. Ramsés não é alérgico à água, ele tem alguma dificuldade em apreciar alguns níveis de humidade. Ramsés não é preguiçoso, só age por uma motivação desafiadora e por fim ele não manda em mim, só me pastoreia até meu próximo destino …o seu prato de comida. Ramsés, esse fantástico gato, o meu gato, não acerta nas costas das gatas com cio, ele apenas trabalha para o controlo de natalidade.
Como vêem Ramsés não é um gato, é uma bola de pelo que rebola pela casa, devagar, bem devagarinho, a olhar para nós, com o seu ar imponente e como que a dizer, “Ó meu, tá na hora da comida, tásse bem


publicado por faustofigueiredo às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 5 de Julho de 2007
A MAIS VELHA PROFISSÃO DO MUNDO
 
Ao abrir este maravilhoso mundo, que é a Internet, deparei com este mail fantástico. A justificação parece-me interessante.
 
“Com todo o respeito, esta fez-me rir…
Dizem que a profissão mais antiga do mundo foi a prostituição.
Não posso concordar.
Até porque não havia dinheiro quando o mundo começou, e se para o homem
bastava dar com uma moca na cabeça da mulher e arrastá-la para a sua
caverna, porque carga de água haveria de pagar?
Dizem então que a primeira profissão deve ter sido um dos trabalhos mais
básicos, como agricultura ou caça.
Embora concorde que tenham sido das primeiras profissões, a primeira não
foram, até porque no início não havia ferramentas para agricultura nem
armas para caçar.
Sugerem então que tenha sido o ensino. Mas para ensinar é preciso
aprender.
É a história de quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. Neste caso, o
estudante ou o professor.
Ninguém nasce ensinado, logo teria de estudar primeiro. Mas no início
não acredito que o homem tenha partido para esta actividade assim de
arranque.
Temos de nos colocar na pele desse primeiro homem para perceber.
Então, o homem aparece. Um homem, Adão, sozinho, sem saber o que fazer.
Qual a sua primeira iniciativa? Obviamente, coça os tomates. Assim
sendo, a primeira profissão do mundo foi claramente...
Funcionário público!”.
 
Observação do Fausto: É, a vida de funcionário público é terrivelmente cansativa e deveras stressante.


publicado por faustofigueiredo às 14:34
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 3 de Julho de 2007
O TAVARES AFINAL TEM RAZÃO (para quê fazer desporto? Acabem com isso de uma vez)
 
Estava eu a navegar pelos intestinos (sites que ninguém lê) da Internet, quando deparo com esta (esquisita) noticia: “O novo estádio da cidade de Al-Kahder, nos arredores de Belém, na Cisjordânia, cuja construção foi financiada por Portugal, através do Instituto Português de Cooperação para o Desenvolvimento, vai ser inaugurado na próxima segunda-feira. O recinto custou dois milhões de dólares, tem capacidade para seis mil espectadores, é certificado pela FIFA e dispõe de piso sintético e iluminação. A cerimónia de inauguração abrirá com uma marcha de escuteiros locais, conduzindo as bandeiras de Portugal e da Palestina, e a execução dos respectivos hinos nacionais.”.
Já encerrámos várias urgências, várias maternidades, vários centros de saúde e escolas primárias, mas damos de mão beijada um estádio à Palestina. Devíamos fechar o Hospital Universidade de Coimbra e oferecer um pavilhão-multiusos ao Paquistão. A seguir fechávamos o Pavilhão Atlântico
e oferecíamos um complexo olímpico (também com estádio) à Guiné e por fim, fechávamos a Assembleia da República e oferecíamos os nossos políticos, sempre inteligentes, aos agentes do Iraque, para experiências com armas químicas.
A letra deste post é mais pequena porque tenho medo, já que não se pode dizer mal de nada, nem de ninguém, senão temos processos... Há quem diga que estes gajos do governo são bons, e depois admiram-se por Salazar ter ganho aquele concurso?


publicado por faustofigueiredo às 18:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

TUDO UMA QUESTÃO DE COR

Queria começar este post com uma palavrinha sobre o equipamento rosinha que o 3º classificado do campeonato de 2006/2007 vai usar na próxima época: - Meus senhores, queria dizer que esse clube esquisito lá da 2ª circular, não entra nas minhas contas, mas por amor de deus, até um Ferrari quando nasce é para ser vermelho. Deixa-me deliciado saber que não foi o meu clube que teve esta fantástica e grandiosa ideia do rosinha.

Logicamente que sou a favor do novo equipamento, tem um ar assim, como hei-de dizer, macho… Aliás, deparei-me hoje com diversas situações de gozação pura, o que me deixou um pouco perplexo.

Como é que os portistas vão gozar com esse equipamento? – <<Rosinhas, larilas, ao menos o nosso craque, o ciganito, usa brincos e faz a depilação, mas não usa equipamentos rosinhas.>>

E os verdes como vão fazer? – <<Rosinhas, larilas, ao menos o nosso Veloso, o filho do outro, só vai ao cabeleireiro 5 vezes por semana, agora vestir de rosa, nunca.>>

Pois eu acho que o que vai haver é um acréscimo de humilhação e provocação para com os adversários. É, perdemos com uns gajos vestidos de cor-de-rosa…

Agora que o benfica tem um engenheiro à frente da equipa e vai equipar de cor-de-rosa, isto não augura nada de bom. Terá sido este formado na UNI também? Só mais uma pequena coisita lá para a malta do FCP e do SCP, piadas sobre o Nuno Gomes não contam, são fáceis demais, toda a gente as sabia, até antes do equipamento.

Antigamente era o tradicional branco, foi-o durante décadas e décadas. Vestido pela primeira vez em 1929, num jogo nas Amoreiras, sim porque o grandioso, no principio, nem sequer sabia o que era um estádio próprio, nos últimos anos, devido a questões que ainda ninguém conseguiu perceber, têm sido várias as soluções apresentadas, algumas mais polémicas que outras. O famoso Vale e Azevedo ainda chegou a falar de um “azul à Benfica” para defender a existência de uma camisola com a cor semelhante à do “Grande” rival do norte. Mas houve outras ideias mais ou menos arrojadas e jeitosas, desde o cinzento ou dourado, passando pelo preto e pelo amarelo. O carismático, ou melhor, aquele ET que dá pelo nome simpático de "Barbas", adepto desse clube maravilhoso, já veio a público dizer que não vai comprar o dito equipamento desportivo, por uma questão de machismo! Mais uma opinião de uma pessoa respeitável, foi a de José Castelo Branco, que radiante com a notícia, disse aos microfones da Rádio: <<Ah, esses queridos do benfica são uns amores, pensam sempre em tudo. O rosa combina bem com qualquer coisa e já posso assim vir ao estádio com meu novo batom!>>. Muito giro o pormenor. Tentei ainda ter uma reacção de José Malheiro mas tal não foi possível porque este encontrava-se com o Vilarinho em avançado estado de embriaguez numa esplanada algures na Caparica (por falar em barbas), a comer caracóis e a beber uns copos, segundo consegui deslumbrar, era um belo de um tinto de seu nome Aldeia Saloia (típico vinho benfiquista). Os próprios jogadores, depois de inquiridos sobre esta magnifica fantasia, não pouparam elogios, assim, Mantorras saltou de alegria e quase ia deixando cair os parafusos que tem a segurar a sua, espanhola, perna de pau. Nuno Gomes e Simone, desculpem, Simão, disseram aos microfones da RR o seguinte: "Pois isso é tudo muito giro, mas podiam era contratar também o Eduardo Boutié para vir cuidar dos nossos penteados antes e depois dos treinos e dos jogos! Era muito porreiro por parte do Luís F. Vieira!". Enfim... coisa de gaja!

Para terminar este post, gostava que me dissessem, como se explica, a crianças de 5 e 6 anos, que os abichanados, do benfica, usam um equipamento cor-de-rosinha? Na próxima Parada Gay, muito em voga lá pelas ruas de Lisboa, o grito que se vai ouvir é :

NINGUÉM PÁRA O BENFICA…



publicado por faustofigueiredo às 17:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

o que voçês queriam saber sobre mim
procure aqui
 
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

MEU NOVO BRINQUEDO DO BRA...

XAU

O NOVO BRINQUEDO DO FAUST...

FAUSTO DEIXOU DE SER MILI...

Composição do João

NÃO SOU CANDIDATO A LIDER...

O festival da canção e aq...

O futuro foi feito no ant...

Algo sobre as passitas de...

Fumex

Gilberto Vicente - um esg...

CESARIANA = GAY - Teorias

Resposta estupidas para p...

Informático-dependente

Uma gaivota de Abril, uma...

Velharias

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds