"Todos os devaneios que me vão na cabeça, que me foram da cabeça e que me hão-de vir até à cabeça. Todas as mentiras e verdades que me foram impostas, todas as torturas que eu vi. Todos os momentos; um principio de vida, o meu desnascer."
Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007
A MINHA AVÓ BÁBÁ

Hoje lembrei-me do dia 12 de Dezembro. Data do aniversário da minha avó Bábá.

Não sei se já alguma vez vos falei da minha avó. Se não falei, foi um lapso gravíssimo. Continuamos a teimar em nunca falar das pessoas que amamos. Talvez por serem tão especiais e querermos conservá-las só para nós. É egoísmo. Ou se calhar amor...

A mãe mi madre faleceu à tempo suficiente para eu ter carradas de saudades dela.

Poderão vocês perguntar, quem é esta avó que eu amo. Para já é tão somente a minha avó Bábá, a pessoa que ajudou a minha mãe a criar-me; a pessoa que me acolhia nas fantásticas férias da Figueira da Foz; a pessoa que me levou a conhecer o Jardim Zoológico e o Aquário, o tal que já ninguém fala dele desde que abriu o Oceanário; a pessoa que me mostrou o que era um Cacilheiro nos velhos tempos que se atravessava o rio Tejo para podermos ir até ao Barreiro; a pessoa que me deu de comer na boca e me ensinou a não dividir bananas com os macacos lá na longínqua Luanda; a pessoa que provavelmente limpou as minhas primeiras lágrimas; a pessoa que curou muitas das minhas feridas...

Depois do seu falecimento, fui crescendo a cada dia que passa. Não tento me lembrar dela, antes pelo contrário. Não sei explicar, mas não quero pensar em nada que me faça recordar sua face, seu sorriso, seu cabelo branco, sua forma sagaz e audaz de conduzir as coisas.

O dia em que fui acordado com aquela notícia brusca, foi apagado da minha memória. A viagem até Lisboa foi feita em piloto automático. Não podia ser"... A minha brasileira tinha acabado de partir.

Durante aquela viagem é que eu percebi que tinha medo. Medo de saber que nunca mais a via, medo de saber que a tinha acabado de perder... Curioso, nunca tinha sentido medo.

Nunca lidei bem com a morte, mas mesmo depois de já ter perdido tanta gente, gente que amei muito e que respeitarei para sempre, já devia ter a noção de que nada é eterno... Mas não tenho...

Aquele fio de lágrimas que me caiu pela face enquanto agachado tentava repudiar meio mundo pelo acontecido, aquele momento foi apenas quebrado pelas palavras da minha tia, lembrando que se minha avó viveu feliz e não ia gostar de nos ver assim.

Por isso, hoje quero que todos saibam que amei e amo a minha avó; a minha amiga; a minha Bábá... Eu, simples mortal, apenas tenho de aceitar… Com dor, sem lágrimas e alguma infelicidade.

Um abraço e um beijo, deste teu eterno apaixonado. Por ti e pela vida...



publicado por faustofigueiredo às 17:00
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De kokas a 5 de Setembro de 2007 às 19:18
como entendo essa sensação .
passados sete meses de ter perdido a pessoa que mais amo neste mundo , continuo confusa e com medo, e não querendo aceitar o facto.
que todos saibam, tive o melhor pai do mundo, o melhor amigo, the best .
tenho saudades tuas papa


De Ana Duarte "Moon" a 6 de Setembro de 2007 às 11:33
Realmente...confirma-se akilo k achei do meu primo, És uma pessoa Linda!!!
bjs primo


Comentar post

o que voçês queriam saber sobre mim
procure aqui
 
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

MEU NOVO BRINQUEDO DO BRA...

XAU

O NOVO BRINQUEDO DO FAUST...

FAUSTO DEIXOU DE SER MILI...

Composição do João

NÃO SOU CANDIDATO A LIDER...

O festival da canção e aq...

O futuro foi feito no ant...

Algo sobre as passitas de...

Fumex

Gilberto Vicente - um esg...

CESARIANA = GAY - Teorias

Resposta estupidas para p...

Informático-dependente

Uma gaivota de Abril, uma...

Velharias

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
famoso piquenique
curiosos
alquiler de pisos
alquiler de pisos
blogs SAPO
subscrever feeds