"Todos os devaneios que me vão na cabeça, que me foram da cabeça e que me hão-de vir até à cabeça. Todas as mentiras e verdades que me foram impostas, todas as torturas que eu vi. Todos os momentos; um principio de vida, o meu desnascer."
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2007
ISTO AGORA É OFICIAL…. CHEGUEI AO MEU LIMITE!!!
A miúda Maddy (como lhe chamam lá pelas Inglaterras, segundo a TVI) está em todas e eu estou a ficar saturado!!! Tal é o mediatismo que foi criado pela comunicação social sobre este caso meio macabro, que acho que é um pecado mortal não haver uma noticiazita sobre o desaparecimento em todos os Jornais, Telejornais, Revistas e outras coisas. Já não consigo ver Telejornais porque estou sempre prontinho para quando apareça a notícia da Maddy para mudar rapidamente de canal… já não leio o Jornal de Noticias porque na primeira página existe uma referência à Maddy…. Imaginem o estado de ansiedade a que eu não cheguei… Até a porcaria dos telemóveis com os SMS escapam à nova “moda”. Não há ninguém que já não tenha recebido umas cinquenta mensagens a falar nisto. É de bradar aos céus, não é? E os Emails? Bem os Emails nem se fala. Já lhes perdi a conta….
Mas culpa disto não é só dos jornalistas. A culpa também é da Policia e das políticas, que alimentam este mediatismo. A culpa é dos pais que, em jeitos tipicamente britânicos, vêm para a televisão mostrar a sua dor como se estivessem a vender um detergente de louça que lava bem mais barato ou um qualquer produto da PT, com detector e tudo.
No outro dia li uma notícia na SIC Online onde dizia que cerca de 100 Homens andam nas buscas da criança. 100!?!
Pela cobertura que este caso está a ter até dá para pensar que se passam anos sem uma criança desaparecer. Infelizmente não é verdade!
Li no site do IAC (Instituto de Apoio à Criança) que só em 2006 o mesmo abriu 31 processos de menores desaparecidos. Eu pensei: “Quem diria, e eu a pensar que nunca tinha desaparecido nenhuma criança em Portugal!”
É triste ser cidadão de um país que coloca, visivelmente, mais pessoas à procura de um estrangeiro do que de um cidadão nacional, independentemente de se saber ou de se ter a certeza que os pais são culpados ou se a criança realmente foi raptada ou brutalmente assassinada.
Sabem que mais, acordo todos os dias a desejar que o Bush ataque o Irão, o Iraque outra vez ou a Coreia do Norte…. Ou que Israel ataque com mísseis de cruzeiro a Palestina, ou que haja um terramoto na ilha de Samarta no pacífico, que a Lili Caneças faça outra plástica à cara com pele do rabo, que o benfica use outra vez aquela coisa rosinha, ou sei lá…. Que haja qualquer coisa no mundo que distraía as televisões, jornais, revistas, blogues, deste caso.
Para acabar gostava apenas de dizer que estou solidário com os pais de Maddy e que lamento profundamente que estejam a passar por esta situação dolorosa. Provavelmente mataram a miúda e agora depois daquela mediatização toda, logicamente fico com pena deles. Penso que em vez de os acusarem, talvez uns tiritos no meio da cabeça ou uma qualquer violação com um também qualquer pau de macieira pelos rabitos acima, não ficava nada mal. Queria só lembrar que a mãe da Joana foi condenada pela Comunicação Social no próprio dia do desaparecimento da filha e até já foi condenada em tribunal sem vestígios do corpo. Mas ok, ela é portuguesa, e nós fazemos coisas horríveis. Os ingleses não, ocultam cadáveres, transportam corpos ou roupa 25 dias depois do desaparecimento mas são ingleses e pronto.
 Quem ler este artigo, não deve entender isto como uma falta de compaixão, mas sim como um desabafo de alguém que já não aguenta tanto mediatismo, tanta notícia, tanto recorte de jornal, tanta merda sobre este assunto.


publicado por faustofigueiredo às 18:33
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De São Banza a 13 de Setembro de 2007 às 18:02
AH, como concordo consigo! Que fizemos para nascer num país sem pensamento nem dignidade? Alguma coisa bem má!! Que será feito das 800(!!) crianças desaparecidas em Inglaterra após os primeiris 20 dias da desaparição de Madeleine? Ninguém fala nelas, nem no garoto madeirense!!!

Lamento, mas profundamente, o cinismo e o preconceito desta sociedade desgraçada que levam a que se avalie de maneira diferente e segundo a classe social dos intervenientes os mesmíssimos comportamentos.

Vejamos: a mãe da Joana era promíscua e negligente, os pais das três crianças inglesas são modernos e responsáveis.

Serei eu que não estou a ver bem as coisas?

Se tiver interesse sobre aquilo que penso, dê-me o gosto de visitar (comentando, se não se importar, claro) http://saobanza.blogs.sapo.pt/ e ourocru.

Depois, em Portugal as pessoas passam da noite para o dia de bestiais a bestas. Porque, evidentemente, somos todos um rebanho que não reflecte e está disposto a ir atrás do primeiro aceno.

O que é altamente preocupante.

Saudações!











Comentar post

o que voçês queriam saber sobre mim
procure aqui
 
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

MEU NOVO BRINQUEDO DO BRA...

XAU

O NOVO BRINQUEDO DO FAUST...

FAUSTO DEIXOU DE SER MILI...

Composição do João

NÃO SOU CANDIDATO A LIDER...

O festival da canção e aq...

O futuro foi feito no ant...

Algo sobre as passitas de...

Fumex

Gilberto Vicente - um esg...

CESARIANA = GAY - Teorias

Resposta estupidas para p...

Informático-dependente

Uma gaivota de Abril, uma...

Velharias

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds