"Todos os devaneios que me vão na cabeça, que me foram da cabeça e que me hão-de vir até à cabeça. Todas as mentiras e verdades que me foram impostas, todas as torturas que eu vi. Todos os momentos; um principio de vida, o meu desnascer."
Quinta-feira, 15 de Maio de 2008
Algo sobre as passitas de Sócrates

O nosso Pinto de Sousa, assim carinhosamente chamado pelo bonacheirão da Madeira, estava num avião para ir ter com o amigo Chavez e fumou. A mim não me interessa minimamente se fumou 1 cigarrito, um maço ou se pediu ao vizinho para mandar umas passas. Sócrates fumou e pronto.

Não vamos discutir aqui, se Sócrates conhecia a lei, já que foi o seu Governo, e ele próprio, numa reunião de ministros, que a aprovou. Ainda que não a conhecesse, isso não era desculpa, visto que o desconhecimento da lei não é desculpa para o seu não cumprimento (pelo menos é o que eles dizem).
O que mexe comigo no meio de tudo isto é ter sido o próprio Pinto de Sousa a violar a lei. Qual será a moralidade que o primeiro-ministro, tem de hoje em diante, para incentivar o portuga a cumprir a lei do Tabaco?
É esta falta de carácter (misturada com uma dualidade de critérios) que faz com que eu não possa nem sequer olhar para o Pintinho de Sousa. Em certos momentos, o gajo é o expoente máximo da defesa do cumprimento das leis. Quando lhe convém, fura as leis e vem para os jornais dizer baboseiras, tipo vou deixar de fumar e não sabia que não se podia fumar.
Qualquer dia temos os bêbados a dizer no tribunal que não sabiam que era proibido conduzir com excesso de álcool, prometendo deixar de beber. Ridículo.
É evidente que é um absurdo o facto de eu não ter a liberdade de, se me apetecer, viajar de avião, debaixo de uma atmosfera irrespirável de fumo, só porque um maluco qualquer, se lembrou que  se ele não gosta, então mais ninguém pode fazê-lo!
Resumindo esta porcaria: Que o Engenheiro (acho eu) Sócrates, tenha a coragem de dar a todos os portugueses a liberdade que a ele próprio se deu e se mudem as leis: Se houver fumadores que pretendam viajar em aviões ou fumarem em restaurantes o façam em nome da ignorância.


publicado por faustofigueiredo às 15:32
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Antero de Quental a 15 de Maio de 2008 às 20:42
Ver o segundo comentário de Antero de Quental, na opinião do Dr. António José Seguro, no jornal o Expresso, em:
http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/310373


De faustofigueiredo a 16 de Maio de 2008 às 14:52
Não vi bem qual o sentido, mas de qualquer maneira continuo a achar que Seguro não sabe o que escreve.
Desculpe, é a minha opinião


De lekas a 21 de Maio de 2008 às 17:49
Coitadinho do Sr. Sousa! Ele disse que não sabia que a lei proibia todos os locais públicos. Então porque estão a ser injustos com um senhor, que por acaso é PM , que não tem a certeza da lei? Ele PENSAVA que um avião que é fretado pelo ESTADO não é transporte público... Ah!Ah!Ah !


De Primo Piranha a 23 de Maio de 2008 às 16:56
Alegra-te Gil, porque não irás apanhar ninguém a fumar num avião... a não ser que a tua mulher perca o medo de voar!!! Toma lá beijos!


Comentar post

o que voçês queriam saber sobre mim
procure aqui
 
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

MEU NOVO BRINQUEDO DO BRA...

XAU

O NOVO BRINQUEDO DO FAUST...

FAUSTO DEIXOU DE SER MILI...

Composição do João

NÃO SOU CANDIDATO A LIDER...

O festival da canção e aq...

O futuro foi feito no ant...

Algo sobre as passitas de...

Fumex

Gilberto Vicente - um esg...

CESARIANA = GAY - Teorias

Resposta estupidas para p...

Informático-dependente

Uma gaivota de Abril, uma...

Velharias

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds